Canini é o homenageado do 6º FIQBH, Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte

Como eu havia dito aqui há algum tempo atrás, o Rodrigo Rosa me chamou pra outro trabalho. Dessa vez era pra ser assistente na exposição em homenagem ao Canini que está acontecendo na 6ª FIQBH. Vou colocar aqui um breve panorama tirado do blog da GRAFAR, o Tinta China, sobre o Mestre Canini.

“Aos 73 anos, as flores em vida: é a maior homenagem ao Canini. Ele e sua Lourdes estarão lá, com o melhor cicerone possível, o Lancast (o Rodrigo Rosa se adiantou para a montagem da retrospectiva). Duplo prazer: do artista, enfim reconhecido nacionalmente; do público, que conhecerá sua trajetória duma só vez. Tá tudo lá, otimamente apresentado: 11 paineis temáticos que ressaltam a maestria do homenageado. A Linha do Tempo – mais de 50 anos de criatividade e produtividade – daria pra dividir entre 3 ou 4 artistas e todos teriam que dar um duro danado para preenchê-la. Além dessas imagens, há vitrines com publicações por onde ele espalhou sua arte memorável. Uma reúne parte dos 50 livros infanto-juvenis em parceria com Mary Weiss; outra junta seu mais recente livro solo, Um Quadrado Pode Ser Redondo e um dos mais antigos, onde ilustra Erico Verissimo. Outra exibe seus livros de humor, Cadê a Graça que Tava Aqui e Dr. Fraud (ambos esgotados, pedindo reedição). Ao lado, coletâneas que participou: QI 14, Tubarão II, Antologia Brasileira, …E o Bento Levou, Separatismo: Corta Essa e Humor Verde. Outras vitrines mostram as revistas que fizeram o Brasil rir à custa do traço dele: Crás, Pancada, Patota, mais o destaque na ilustre carreira, a revista Recreio. E não custa lembrar homenagens anteriores: Prêmio Ângelo Agostini e o título de Mestre, em 2000; Troféu HQMIX com o título de Grande Mestre, em 2002; título de Cidadão Pelotense pela Câmara de Vereadores de Pelotas, em 2005; escolhido por voto popular como um dos Mestres Disney, e publicado na edição #5 da série dedicada aos grandes desenhistas internacionais, pela Abril, em 2005; Patrono da Feira do Livro Praia do Cassino, em Rio Grande, RS, em 2008. E foi alvo da tese de mestrado em HQ do admirável Guazzelli (o blog irá publicar em série, aguardem). Sábado, Canini ganhou perfil de página inteira no jornal O Globo. Quer dizer, o mais produtivo colaborador do Tinta China – 5 seções semanais! – fez por merecer. E da parte da Grafar, a homenagem não é pequena: são 72 corações que pulsam mais forte com a sua influência. Clap, clap, clap!”

Sugiro a todos que se interessarem em saber um pouco mais passarem no Tinta China pra ler o post na íntegra.

Serviço:

O que: 6º Festival Internacional de Quadrinhos

Onde: Palácio das Artes e Parque

Municipal Belo Horizonte

Quando: de 6 a 12/10

Programação: clique aqui

Curadoria do Mundo Canini:

Fraga, Lancast e Rodrigo Rosa (pesquisa, seleção, edição e arte)

Assistente: Marcel Trindade (digitalização e tratamento de imagens)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s