Renascença

Não estou conseguindo cumprir minha meta de atualização no blog, mas não me sinto culpado por isso. As coisas estão acontecendo em seu tempo. Estou me dedicando a experiências que logo irei compartilhar com vocês que costumam passar por aqui. A coisa da animação me pegou, mas dá um trabalho infernal (tenho 3.3 segundos de movimento, mas para isso me gastei um 40 repetições de desenho… as coisas são como são, reclame ao cosmo). Tem outras coisas rolando também. Decidi ir até o fim com a história que a Jesusa escreveu pra eu desenhar. Em seguida coloco aqui. E ontem foi uma noite cheia de acontecimentos. Noah me avisou na quinta de uma incursão artística-musical agendada para sábado em uma galeria da independência. Let’s go. Sorte ter ido. Encontrei um monte de gente que vem cruzando meu caminho nos últimos tempos e sou grato por isso.

Depois de alguns minutos de hipnose sonora (que podiam ter durado mais, Deus sabe), tocamos pernada ao Bambus (não me pergunte). A patota era Marcelo Noah, Mari Messias, Fabiano Gummo, Flávio, minha amada esposa e eu, dividindo cigarros, e histórias numa mesa no fundo do antro da juventude decadente. A foto aí de cima deve ter acontecido no momento em que Gummo e eu confabulávamos a possibilidade de produzir algo juntos. Muita conversa ficou na mesa, mas minha cabeça fervilhou de idéias. Talvez, em breve alguma coisa vá pipocar aqui a respeito disso. Até lá, mantenham a calma, que quando eu arrumar a casa volto a ter ritmo aqui no blog novamente. De volta à prancheta.

Um pensamento sobre “Renascença

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s